segunda-feira, 10 de julho de 2006

Segunda - Serviços em Portugal - Anedotas em Tempo Real

Estive em contacto com um ministério para obter um orçamento que precisava com urgência. Para além de me terem reencaminhado a chamada 40 vezes acabei por conseguir falar com a pessoa que faz os orçamentos.

Ela disse que o email a pedir os orçamentos era centralizado, mas se tinha pressa também podia enviar um email para o chefe dela que provavelmente fariam as coisas mais depressa. Fiquei muito agradecido pela simpatia e enviei os dois emails como combinado.

Passado dois dias recebi de dois emails diferentes dois orçamentos completamente diferentes que faziam menção ao mesmo pedido de orçamento. A diferença de valores era maior que 100€ entre os dois.

Sem perceber o que se passava e o porquê da diferença liguei para a senhora simpática. Ela disse-me que provavelmente tinha sido outro departamento a fazer o outro orçamento e que teria de averiguar. E que se eu pudesse enviar o orçamento que não tinha sido ela a fazer para o email do chefe dela, que ela agradecia, e que depois entrariam em contacto comigo.

Naquela tarde toca o telefone e o senhor que fala do outro lado do telefone diz logo para começar: "Ora vamos lá ver..." e depois continua "o senhor [a referir-se a mim] agiu de má fé" e ainda disse "e o que o senhor fez não se faz."

Como????