terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Carneirão


eu sou um carneirão
amo a minha força
a minha explosão e o meu entusiasmo
tudo o que faço é de carneiro
cada vez amo mais esta força
as minhas características
sou o que inovo
o que abre caminho
o que arrisca
e experimenta
e sorri perante o vazio
sem medo
sem vergonha
sem receio