sexta-feira, 1 de dezembro de 2006

É o Nosso Seu Jorge

Não sei se já ouviram falar dele. Mas vale a pena ouvir.

Descobri-o meio por acidente. Ouvi falar de um álbum que decidi descobrir: The Life Aquatic Studio Sessions

Esta era uma banda sonora de um filme, e que resultava da apropriação de músicas antigas do David Bowie, que o Seu Jorge teria traduzido para português dando ao som da música uma certa dinâmica Bossa Nova.

O filme “The Life Aquatic” é uma parodia romântica à vida e obra de Jacques Cousteau (aliás Bill Murray tem um papel fantástico no filme - faz de Cousteau, mais precisamente de Steve Zissou).

Adorei – aliás podem ouvir um cheirinho aqui.

Ele não traduziu literalmente as letras, e pelo que se sabe, David Bowie gostou muito da adaptação (vejam aqui o artigo do VH1). Já li muita coisa sobre o cd: há quem adore, há quem odeie. Eu adoro! Ele e a viola debaixo de água e cheios de emoção.

Mas para os mais cépticos e para todos os outros, deixo aqui a letra de uma das minhas músicas favoritas:

Seu Jorge - Life On Mars?
Seu Jorge (trad. David Bowie)

Muitas vezes o coração
Não consegue compreender
O que a mente não faz questão
E nem tem forças pra obedecer
Quantos sonhos já destrui
E deixei escapar das mãos
Se o futuro assim permitir
Não pretendo viver em vão

Meu amor, não estamos sós
Tem um mundo a esperar por nós
No infinito do céu azul
Pode ter vida em Marte

Então, vem cá me dá a sua língua
Então vem, eu quero abraçar você
Seu poder vem do sol
Minha medida
Meu bem, vamos viver a vida
Então vem, senão eu vou perder quem sou
Vou querer me mudar para uma life on mars

Muitas vezes o coração
Não consegue compreender
Onde a mente não faz questão
E nem tem forças pra obedecer
Quantos sonhos já destrui
E deixei escapar das mãos
Se o futuro assim permitir
Não pretendo viver em vão

Meu amor, não estamos sós
Tem um mundo a esperar por nós
No infinito do céu azul
Pode ter vida em Marte

Então, vem cá me dá a sua língua
Então vem, eu quero abraçar você
Seu poder vem do sol
Minha medida
Meu bem, vamos viver a vida
Então vem, senão eu vou perder quem sou
Vou querer me mudar para uma life on mars


PS: Se puderem ouçam também um álbum dele com a Ana Carolina – esse também nos arrepia a espinha