sexta-feira, 30 de maio de 2008

As escolhas que se fazem

Por Bernardo Ramirez

Nunca é fácil escolher.

Mas a vida é feita de escolhas.

Já há muito tempo ouço sempre dizer: Estes carneiros não param. Tão sempre a correr. Tão sempre a partir. Tão sempre a mudar. Querem o novo pelo novo. São como crianças. Não têm juízo nenhum.

Pois venho aqui informar que somos o princípio! Que somos o primordial! Que somos a essência do início. A força do que começa.

Sem nós não há vida. Sem nós não há novo. Sem nós não há tempo.

Não tememos ousar. E ousamos para não temer. E isto não é a nossa qualidade. Não é o nosso defeito.

ISTO É VIVER.