segunda-feira, 16 de janeiro de 2006

Desculpem?!?!

Naquela tarde fria, estava sentado à frente do computador a trabalhar quando o telemóvel começa a tocar. Levantou-se da cadeira e viu um nome habitual no ecrã: "Mãe".
- Olá mãe, boa tarde. - afirmou a voz bem disposta.
- Olá filho, como tás?
- Estou bem, mas aqui a meio de umas coisas que preciso de acabar. Precisas de alguma coisa? - perguntou a voz sem desligar a cabeça das coisas que tinha para fazer no computador.
- Sim, o teu pai fez anos ontem, e só me lembrei agora, mas não tenho o telemóvel dele. Será que me o poderias dar. Queria mesmo dar-lhe os parabéns. Disse a mãe de voz animada.
- Sim, claro! - respondeu a voz atrapalhada, esta confraternização depois de tantos anos era original.- É o XXX XXX XXX.
- Obrigado filho, até logo.
- Até logo mãe!

------------ Duas Horas Depois -------------------------
Toca de novo o telemóvel. "Muito animado anda o telemóvel hoje", pensou. No ecrã aparece um nome menos comum: "Pai"
- Olá filho, boas tardes. Estás bom?
- Sim pai, claro e tu?
- Sim tou óptimo. - diz a voz sorridente - Sabes como sou aselha com os telemóveis. A tua mãe mandou-me uma mensagem de parabéns que queria responder, mas sem queres, apaguei a mensagem dela. Podes-me dar o seu número de telemóvel?
- Uhhhhh. Sim claro pai. É o XXX XXX XXX.
- Ok já escrevi, bom trabalho filho.

"Desculpem ?!?!"